loader

Profissionais da Enfermagem merecem respeito e valorização!

Foto

É com muita indignação que o Sindsaúde Mossoró vem acompanhando as situações que as(os) profissionais da enfermagem vem enfrentando no Hospital Tarcísio Maia nos últimos dias. Na última semana, um técnico de enfermagem foi agredido por um paciente com um tensiômetro de coluna. O paciente aguardava uma cirurgia de cateterismo que seria realizada em outra unidade hospitalar, e agrediu um técnico de enfermagem nesta quinta-feira 11/03. O funcionário precisou realizar uma drenagem de um pneumotórax no centro cirúrgico. Um Boletim de Ocorrência foi registrado mas até então não foi apurada sequer a motivação desta agressão gratuita.


Exigimos apuração e a devida aplicação da lei contra o agressor. A luta da categoria da saúde, organizada através de seu sindicato, sempre foi em prol dos profissionais e pacientes. Lutamos contra o sucateamento das unidades de saúde, denunciamos falta de material médico-hospitalar, fomos às ruas contra o fechamento dos hospitais regionais, lutamos em defesa de um SUS 100% estatal e gratuito com atendimento de qualidade para toda a população. Todos os dias profissionais da saúde morrem na linha de frente do combate contra a Covid-19. Até janeiro deste ano, mais de 1.000 profissionais da saúde perderam a vida enquanto tentavam salvar outras vidas - o que representa 1/3 da cifra global de óbitos dentre os trabalhadores e trabalhadoras da saúde em todo o planeta.


Embora a direção do HRTM se manifestou prontamente no caso da agressão, por outro lado, profissionais da enfermagem denunciaram nas redes sociais que na mesma semana a Copa do hospital foi fechada. Nos termos da nota de repúdio que circulou, "como premiação pelo nosso trabalho e esforço a direção do hospital retirou a copa, local destinado para colocar o bebedouro, armazenar e esquentar comida durante os exaustivos plantões! Ressaltamos que pedimos respeito e consideração pela categoria dos técnicos de enfermagem do Pronto Socorro do HRTM". Fontes internas ainda afirmaram que na Copa existiam diversos eletrodomésticos e ítens da Copa que foram adquiridos pelos próprios funcionários e funcionários coletivamente, o que torna o fechamento deste ambiente uma afronta e injustiça ainda maior aos profissionais de saúde.


Exigimos que a Direção do HRTM se pronuncie sobre o fechamento da Copa e reinvidicamos a reabertura imediata deste espaço voltado aos profissionais da enfermagem. Pleiteamos também apuração e que a justiça seja feita no caso da agressão gratuita do técnico de enfermagem. Por mais segurança nos hospitais, melhores condições de trabalho, e sobretudo, por VALORIZAÇÃO a um trabalho que confronta a onda interminável de óbitos no Brasil, salvando vidas todos os dias.

Deixe o seu Comentário

Últimas Postagens